Notícias de dispositivos móveis, gadgets, aplicativos Android

6G está chegando: quais são as pesquisas mais recentes? Quais países estão à frente?

A tecnologia de comunica√ß√£o teve uma enorme evolu√ß√£o durante d√©cadas, dos telefones b√°sicos aos celulares, aos celulares, √† transmiss√£o de √°udio de alta qualidade e agora ao 5G e, o que √© mais, ao 6G. √Č evidente que, com o tempo, a necessidade de t√©cnicas novas e aprimoradas no processo de comunica√ß√£o continua aumentando.

O 6G, o tão aguardado e mais eficaz caminho para uma melhor comunicação, ainda é um sonho a ser alcançado. Não podemos nem prever se recursos como o 6G nos levariam ao mundo da comunicação baseada em holograma e muito mais. Se for bem-sucedido, espera-se que o 6G suporte taxas de dados de 1 terabyte por segundo (Tbps). Este é um sonho grande e esperado.

Pa√≠ses em todo o mundo est√£o investindo imensamente em recursos para trabalhar no 6G. Como o 5G n√£o √© um sonho distante a ser alcan√ßado em todo o mundo, a maioria das empresas de telecomunica√ß√Ķes e gigantes globais j√° iniciaram a implanta√ß√£o. No entanto, acredito que o 6G √© a atual ponta do iceberg.

Qual é a recente pesquisa e conclusão sobre 6G?

De acordo com um artigo recente publicado pela IEEE (Instituto de Engenheiros El√©tricos e Eletr√īnicos), a possibilidade esperada e as comunica√ß√Ķes na frequ√™ncia 6G s√£o muito mais vers√°teis do que discutido anteriormente. Era como se voc√™ estivesse procurando um tesouro e encontrasse um campo inteiro de ouro abaixo da superf√≠cie.

A equipe de pesquisa incluiu Professor Andy Molish da Escola de Engenharia USC Viterbi, Los Angeles, com especialistas da Lund University, Su√©cia, New Zealand Telecom, King’s College, Londres, e v√°rios alunos de doutorado, mestrado e gradua√ß√£o.

O procedimento consistiu em uma s√©rie de medi√ß√Ķes espec√≠ficas de diferentes frequ√™ncias 6G, conhecidas como banda Terahertz. Ap√≥s esses testes, os pesquisadores afirmaram que a forma como a transmiss√£o do sinal pode ocorrer √© muito limitada √† medida que avan√ßamos para as frequ√™ncias 6G. Assim, estes testes e resultados colaborativos s√£o grandes incentivos na pesquisa 6G.

N√≥s recomendamos:  Como ativar a galeria no File Explorer em Windows 11?

As frequ√™ncias tornam-se mais dif√≠ceis de gerenciar e est√£o sujeitas a interrup√ß√Ķes na transmiss√£o do sinal em frequ√™ncias mais altas. No entanto, os investigadores est√£o satisfeitos com os primeiros resultados dos testes e pretendem chegar a conclus√Ķes s√≥lidas e enfrentar desafios no futuro.

Atualmente, a equipe está trabalhando no desenvolvimento de algoritmos que permitirão o processamento em diferentes níveis de largura de banda. Além disso, novo hardware capaz de funcionar numa nova zona também está em investigação.

Corra para 6G

Esta semana, as organiza√ß√Ķes de tecnologia m√≥vel Jap√£o e Finl√Ęndia concordaram em desenvolver tecnologias 6G. O esfor√ßo conjunto dos dois pa√≠ses visa oferecer contribui√ß√Ķes significativas aos padr√Ķes globais.

O Minist√©rio de Assuntos Internos e Comunica√ß√Ķes do Jap√£o e a Universidade de Olu assinaram o acordo em junho 8 no C√ļpula Digital Global 2021 em T√≥quio.

A parceria ganhou muito impulso com a decis√£o do governo japon√™s de investir $2 bilh√Ķes para o desenvolvimento de tecnologias 6G. A parte finlandesa considera esta uma abordagem proactiva que tamb√©m poderia ajudar a investiga√ß√£o em tecnologias de comunica√ß√£o conduzida no pa√≠s.

H√° alguns anos ainda n√£o existem muitas especifica√ß√Ķes formais sobre a tecnologia 6G. No entanto, pa√≠ses de todo o mundo est√£o a considerar a proposta de implementa√ß√£o do 6G por importantes intervenientes da ind√ļstria at√© 2030.

Al√©m do Jap√£o e da Finl√Ęndia, os EUA e o Reino Unido tamb√©m anunciaram planos para desenvolver um acordo detalhado de parceria cient√≠fica e tecnol√≥gica para desenvolver a tecnologia 6G. Esta colabora√ß√£o eficaz faz parte do Acordo de Carta do Atl√Ęntico assinado entre o presidente dos EUA, Joe Biden, e o primeiro-ministro Boris Johnson.

Os EUA também continuarão a prosseguir a investigação e o desenvolvimento conjuntos de tecnologias críticas e emergentes, incluindo 6G com a Coreia do Sul. Ambos os países desejam desenvolver uma arquitetura de rede aberta, transparente e eficiente, utilizando Tecnologias Open-RAN.

N√≥s recomendamos:  Revis√£o: dbrand Grip for Galaxy O S20 d√° vida a um design suave com 'Desmontagem', mais

A China √© o √ļnico jogador forte?

Quaisquer desenvolvimentos em 6G e 5G est√£o sempre ligados aos pa√≠ses mais poderosos do mundo. A China sempre provou ser o candidato aspirante √† corrida da inova√ß√£o. √Č por isso que os especialistas e organiza√ß√Ķes t√™m enfatizado fortemente a tomada de lideran√ßa no 6G ou perd√™-la para a China.

Recentemente, uma ind√ļstria apoiada pelo governo chin√™s apresentou um documento t√©cnico sobre a tecnologia 6G. O white paper ilustrou a aplica√ß√£o, o potencial e a efici√™ncia da tecnologia 6G quando implementada. Afirma tamb√©m que a pr√≥xima gera√ß√£o de tecnologia de comunica√ß√£o poder√° ser 10 vezes mais r√°pida que o 5G.

O white paper divulgado pela IMT-2030 da Academia Chinesa de Tecnologia de Informa√ß√£o e Comunica√ß√£o √© um roteiro para quem est√° tentando investir e trabalhar em 6G. Isto ir√° necessariamente abordar as quest√Ķes de aplica√ß√£o empresarial e tecnologias-chave no setor industrial.

Se os EUA, sem muita deliberação, permanecerem na sua trajetória atual com a tecnologia 5G. A China dominará o mercado dentro de pouco tempo. Com a chegada da banda larga móvel 6G de próxima geração, o mundo se inclinaria para uma arquitetura baseada no design e na arquitetura de comunicação chinesa.

A China poder√° ent√£o dominar o desenvolvimento de padr√Ķes de produ√ß√£o, bem como de tecnologia. A medida acabaria por se transformar drasticamente num modelo autorit√°rio que os pa√≠ses imporiam.

Os EUA, também uma das superpotências, já perderam potencial anteriormente nas tecnologias 4G e 5G. A pesquisa 6G no país também não segue uma abordagem muito justa. Os especialistas observaram que, embora os EUA sejam excelentes em tecnologia da informação, carecem de tecnologias essenciais e de desenvolvimentos industriais, o que os torna um passo atrás em direção ao desenvolvimento do 6G.

N√≥s recomendamos:  Vai FacebookA receita em decl√≠nio est√° de volta?

Por que o 6G é uma tecnologia tão esperada?

A tecnologia 6G e as plataformas que ela impulsiona serão o próximo nível de comunicação entre humanos. Mas, com as potências globais a caminho da sua comercialização até 2030, as coisas poderão mudar muito mais rapidamente.

No m√™s passado, os pesquisadores conclu√≠ram que o grafeno e outros superelementos ativos poderiam levar a ecossistemas 6G. Isto, se for bem-sucedido, alcan√ßaria uma ind√ļstria de trilh√Ķes de d√≥lares com comunica√ß√£o mais r√°pida e Internet vers√°til. Tamb√©m melhoraria a forma como os telefones e dispositivos podem ser carregados com diferentes fontes de materiais.

Embora os países afirmem implementar a tecnologia até 2030, os recursos e hardware essenciais necessários ainda não existem, o que precisa de ser resolvido.

Concluindo, ainda √© lament√°vel que apenas alguns pa√≠ses desenvolvidos estejam trabalhando com 6G. As na√ß√Ķes em desenvolvimento nem sequer entraram na corrida. A investiga√ß√£o sobre qualquer novo mecanismo para a humanidade deveria ser um esfor√ßo conjunto dos pa√≠ses. Caso contr√°rio, resultaria no governo autorit√°rio dos poderosos e √†s vezes chamado de ‚ÄúFeudalismo Tecnol√≥gico‚ÄĚ.