Notícias de dispositivos móveis, gadgets, aplicativos Android

Abandone o gotejamento e dobre os boletins informativos por e-mail

Aqui est√° um segredinho sujo sobre marketing B2B:

Pensamos em nossa lista de e-mail de uma forma transacional: um mar de nomes para guiar o funil de vendas. Um veículo para transformar leads em oportunidades.

Um caminho para a receita.

Como resultado, criamos uma campanha de gotejamento ou um incentivo por e-mail mais ou menos assim:

  • Configure uma sequ√™ncia em sua plataforma de automa√ß√£o de marketing.
  • Envie um e-mail, ‚ÄúObrigado por baixar nosso white paper‚ÄĚ imediatamente.
  • Aguarde tr√™s dias √ļteis e envie dois e-mails: ‚ÄúAqui est√£o recursos adicionais que podem ser √ļteis‚ÄĚ.
  • Aguarde mais tr√™s dias √ļteis e envie o terceiro e-mail: ‚ÄúInscreva-se em nosso webinar ao vivo (restam algumas vagas).‚ÄĚ
  • Se n√£o houver nenhuma abertura ou clique, recicle esse lead para tentar novamente seis meses depois.

Esse tipo de campanha não funciona. Na verdade, acredito que servem apenas para prejudicar a reputação da sua marca. Poderíamos até mesmo chamar isso de abuso de e-mail.

Por que os profissionais de marketing fazem campanhas de gotejamento

Ent√£o, por que fazemos campanhas de gotejamento? Bem, primeiro considere as circunst√Ęncias em que adquirimos endere√ßos de e-mail:

  • Os visitantes do estande tiveram seus crach√°s escaneados em uma confer√™ncia presencial.
  • Recebemos a lista completa de contatos por sermos patrocinadores platina dessa mesma confer√™ncia.
  • Pessoas inscritas para participar do webinar do m√™s passado.
  • As pessoas baixaram nosso white paper mais recente.
  • Temos endere√ßos de e-mail legados de quando compr√°vamos nomes de corretores de listas (suspiro!).

Todas essas atividades foram focadas na geração de leads. Portanto, nossa inclinação natural é assumir uma liderança fria, aquecê-los sobre o que oferecemos e, em seguida, levá-los para a próxima etapa na jornada do comprador.

N√≥s recomendamos:  Por que "todos" est√£o baixando o Google Allo?

Em nenhum momento o usu√°rio solicitou receber nossos e-mails. Sim, as letras mi√ļdas da sua landing page dizem que voc√™ tem o direito de enviar e-mails e sim, as pessoas entendem que baixar um white paper resultar√° em e-mails da marca associada.

Afirmo que a maioria das pessoas que participa do seu webinar ou baixa o seu white paper est√° no in√≠cio do ciclo de vendas. Eles est√£o interessados ‚Äč‚Äčno tema que voc√™ escolheu, mas n√£o est√£o interessados ‚Äč‚Äčnos produtos e servi√ßos que voc√™ oferece. Eles n√£o est√£o prontos para comprar.

E daí se invertêssemos o modelo?

Fa√ßa com que eles pe√ßam que voc√™ envie e-mails. Crie o melhor boletim informativo por e-mail do setor. Aquele que atende genuinamente ao p√ļblico, em vez de lan√ßar seu produto. Use o e-mail para ganhar a confian√ßa dos assinantes, para que voc√™ seja a primeira escolha em que eles pensar√£o quando estiverem prontos para comprar.

Pare de ‚Äúexplodir‚ÄĚ sua lista. E fa√ßa do seu boletim informativo por e-mail uma coisa.

Boletim informativo por e-mail como uma coisa

Esta é a aparência de seu boletim informativo por e-mail B2B:

  • Tem um nome.
  • Tem uma frequ√™ncia bem divulgada (por exemplo, todas as semanas, semanas alternadas, uma vez por m√™s, etc.).
  • Ele tem uma p√°gina de destino para novos usu√°rios aceitarem – pontos extras se voc√™ fornecer links para edi√ß√Ķes anteriores nesta p√°gina (para dar uma ideia aos assinantes em potencial).
  • A linha ‚ÄúDe‚ÄĚ tem a mesma pessoa em cada edi√ß√£o (ou seja, seu boletim informativo tem um ‚Äúanfitri√£o‚ÄĚ ou ‚Äúcurador‚ÄĚ).
  • Sua equipe se orgulha de dizer ‚ÄúAssine nosso boletim informativo‚ÄĚ.

Voc√™ v√™ como esse modelo cria um relacionamento de e-mail mais saud√°vel? Primeiro, voc√™ pode parar de cham√°-la de ‚Äúlista de e-mail‚ÄĚ e come√ßar a identificar essas pessoas ‚Äď afinal, seres humanos ‚Äď como ‚Äúassinantes‚ÄĚ. Voc√™ n√£o envia mais ‚Äúexplos√Ķes de e-mail‚ÄĚ, voc√™ faz a curadoria e envia ‚Äúproblemas‚ÄĚ.

N√≥s recomendamos:  Xiaomi lan√ßa Redmi 9A b√°sico com 5Bateria de .000mAh na √ćndia

Os assinantes sabem quando a pr√≥xima edi√ß√£o ser√° lan√ßada e, esperan√ßosamente, estar√£o ansiosos para receb√™-la. Se o seu boletim informativo estiver servindo bem ao seu p√ļblico, voc√™ eventualmente ganhar√° o direito (ou seja, por meio da confian√ßa que conquistou) de mencionar ocasionalmente seus produtos e servi√ßos. Sim, ocasionalmente.

O que acontece depois

Você é 6 ou mais meses com seu novo boletim informativo por e-mail. Como você pode saber se está fazendo as coisas certas? Se os cancelamentos incomodam você.

Na √©poca da cria√ß√£o do e-mail, voc√™ estava muito distante do seu p√ļblico. Se voc√™ tivesse 10.000 pessoas em uma sequ√™ncia de cria√ß√£o e visse um 0.1% de taxa de cancelamento de assinatura, voc√™ observaria a porcentagem e se sentiria confort√°vel com o resultado.

Em outras palavras, uma taxa de cancelamento de assinatura de 0.1% n√£o √© t√£o ruim quanto 0.2% ou 0.5%. Mas hoje em dia voc√™ tem um boletim informativo por e-mail com um desejo genu√≠no de atender um p√ļblico. Voc√™ n√£o olha 0.1%, voc√™ percebe que s√£o 10 pessoas. Dez pessoas que anteriormente pediram para receber seus e-mails e agora decidiram n√£o receber.

Talvez o seu boletim informativo não fosse o que eles esperavam. Pode haver uma razão completamente válida pela qual eles não querem mais ouvir de você. Mas ainda assim, isso deve incomodar você.

Experimente um prompt opcional em sua página de confirmação perguntando por que as pessoas cancelaram a assinatura. Em seguida, insira essa informação no processo de criação do seu boletim informativo.

Faça do seu boletim informativo por e-mail uma coisa Рalgo que funcione.