UE apóia uso da Huawei em redes 5G, desafiando EUA

UE apóia uso da Huawei em redes 5G, desafiando EUA 1

A Uni√£o Europeia emitiu um conjunto de diretrizes sobre o uso de fornecedores de alto risco, como a Huawei, na constru√ß√£o das redes 5G do mercado √ļnico. Embora os estados membros individuais tenham o controle final sobre quais equipamentos eles permitem em sua infraestrutura 5G, a Comiss√£o Europeia criou uma “caixa de ferramentas” de medidas de seguran√ßa, que espera permitir que os pa√≠ses do bloco coordenem suas abordagens.

Embora as diretrizes da comiss√£o n√£o a mencionem diretamente, a Huawei √© o fornecedor que mais preocupa internacionalmente, com os EUA defendendo a proibi√ß√£o total do envolvimento da empresa chinesa na infraestrutura 5G. Ontem, o Reino Unido decidiu permitir que fornecedores de alto risco, como a Huawei, em suas redes 5G, embora com restri√ß√Ķes.

As diretrizes da UE refletem muitos elementos da decisão do Reino Unido. Eles pedem uma avaliação dos riscos apresentados por diferentes fornecedores e limitam o papel dos fornecedores de alto risco em partes críticas da infraestrutura, como redes principais vulneráveis. As diretrizes também observam que é importante uma diversidade de fornecedores, o que o Reino Unido tentou alcançar limitando o uso de equipamentos de alto risco a não mais de 35% da rede.

A decis√£o vai contra os recentes esfor√ßos de lobby dos EUA. Um alto funcion√°rio do governo Trump chamou a decis√£o de ontem do Reino Unido de permitir o uso do equipamento da Huawei como “decepcionante”, em coment√°rios feitos ao Financial Times. Enquanto isso, a Huawei saudou as diretrizes da UE, que segundo ela permitiam uma “abordagem n√£o tendenciosa e baseada em fatos para a seguran√ßa 5G”.