Notícias de dispositivos móveis, gadgets, aplicativos Android

Você pode pagar uma assinatura para ter sempre o iPhone mais recente, certo?

Todos nós temos um amigo ou conhecido que sempre compra o iPhone mais recente, por mais que ele tenha melhorado em relação ao anterior. Para esse tipo de pessoa, Apple está planejando vender iPhones como um serviço de assinatura, de acordo com relatórios vazados. Com esta assinatura, os usuários pagarão uma mensalidade para ter sempre o celular mais recente da empresa, em vez de adquiri-lo pagando o preço integral de uma só vez.

A ideia como tal não é ruim. No entanto, o jornalista Mark Gurman do Bloomberg anunciou que a taxa de assinatura poderia ser esta:

  • $ 35 por m√™s para iPhone 13
  • $ 45 por m√™s para iPhone 13 Pro
  • $ 50 por m√™s para iPhone 13 Pro Max

Quer dizer, custar√° entre 32‚ā¨ e 46‚ā¨ mudar se os vazamentos forem verdadeiros. Agora a quest√£o √©‚Ķ Voc√™ pagaria essa quantia todos os meses para ter o iPhone mais recente?

Apple apostará mais no modelo de assinatura, tanto de serviços quanto de hardware

Apple j√° oferece diversas assinaturas para usu√°rios iOS: Apple M√ļsica (para m√ļsica), Apple TV+ (para filmes e s√©ries), Apple Arcade (para jogos) e iCloud+ (uma vers√£o melhorada do iCloud). Na verdade, todos eles s√£o integrado em uma √ļnica assinatura mensal chamada Apple Um. Pelo que dizem os vazadores, √© poss√≠vel que o iPhone por assinatura tamb√©m seja integrado ao Apple Um, embora existam fontes que dizem que na verdade ser√° combinado com Apple Cuidado.

Vamos lembrar disso Apple possui um programa de atualização em que os usuários pagam um valor mensal pelo iPhone e ao final do prazo de 24 meses, tornam-se proprietários do aparelho. A nova assinatura será semelhante a este programa, mas com a grande diferença que o usuário nunca será dono do iPhonejá que será como um aluguel de celular no estilo Grover.

N√≥s recomendamos:  O pre√ßo do LG G7 ThinQ para a Espanha prev√™ seu fracasso

Cabe ressaltar que Apple ainda não anunciou oficialmente assinatura para o iPhone, mas relatórios indicam que a empresa poderá anunciá-lo ainda este ano ou no próximo. Isso significa que provavelmente será lançado junto com o iPhone 14. Agora, O que você acha disso? Pagar 30 euros por mês para ter o iPhone do momento parece-lhe uma boa opção?