Notícias de dispositivos móveis, gadgets, aplicativos Android

YouTube traz painéis de verificação de fatos que combatem desinformação nos EUA

A pandemia em curso do COVID-19 exacerba muitas das quest√Ķes sociais de hoje. Uma dessas √°reas √© a desinforma√ß√£o e YouTube espera resolver isso nos EUA atrav√©s da introdu√ß√£o de pain√©is de verifica√ß√£o de fatos.

Refletindo como ‚Äúmais e mais pessoas [are] vindo para YouTube para not√≠cias e informa√ß√Ķes “, nos √ļltimos anos, o Google adicionou um contexto ao procurar e assistir a v√≠deos. Para a empresa, o COVID-19 “reafirmou a import√Ęncia de os espectadores obterem informa√ß√Ķes precisas durante eventos em movimento r√°pido”.

YouTube est√° trazendo pain√©is de informa√ß√Ķes sobre os fatos aos Estados Unidos ap√≥s o lan√ßamento no Brasil e na √ćndia no ano passado. Eles visam solucionar as informa√ß√Ķes erradas, oferecendo artigos relevantes, verificados por terceiros, quando as pessoas procuram t√≥picos relacionados a desenvolvimentos velozes. O objetivo √© garantir que “os espectadores possam tomar sua pr√≥pria decis√£o informada sobre reivindica√ß√Ķes feitas nas not√≠cias”.

O painel “Verifica√ß√£o independente de fatos” aparece na parte superior dos resultados da pesquisa quando determinados crit√©rios s√£o atendidos. Deve haver um “artigo relevante sobre verifica√ß√£o de fatos dispon√≠vel em um editor qualificado”, enquanto o termo de pesquisa deve ser para uma reivindica√ß√£o espec√≠fica.

Por exemplo, se algu√©m pesquisar por “um tornado atingiu Los Angeles”, poder√° ver um artigo relevante na verifica√ß√£o de fatos, mas se procurar uma consulta mais geral como “tornado”, talvez n√£o. Todos os artigos sobre verifica√ß√£o de fatos tamb√©m devem estar em conformidade com nossas Diretrizes da comunidade, e os espectadores podem enviar feedback para nossa equipe.

YouTube traz painéis de verificação de fatos que combatem desinformação nos EUA 1

Com o tempo, o sistema por tr√°s das verifica√ß√Ķes de fatos se tornar√° mais preciso, com esse painel de informa√ß√Ķes chegando a mais pa√≠ses. Segue-se o trabalho anterior sobre o surgimento das prateleiras das √ļltimas not√≠cias e principais not√≠cias com fontes autorizadas. YouTube ocasionalmente exibir√° artigos da Encyclopedia Britannica e da Wikipedia diretamente abaixo dos v√≠deos de conspira√ß√£o, enquanto todo o conte√ļdo do COVID-19 ganhou recentemente links para a OMS e o CDC.